Aumenta número de brasileiros que decidem viver legalmente no exterior


Legalmente no exterior continua crescendo. Os últimos dados da Receita Federal mostram que em 2018 22,4 mil pessoas entregaram a declaração de saída definitiva do país no ano passado. Em 2017, foram 21,2 mil.
A declaração definitiva é obrigatória para quem vai morar no exterior. A saída do país começou a crescer a partir de 2014, quando o Brasil começou a sentir os primeiros sinais de recessão econômica. Até então, os pedidos de saída definitiva eram menos de 10 mil e deram um salto gradual de crescimento nos anos seguintes
Há países que adotam políticas de incentivo para atrair trabalhadores estrangeiros, embora o processo migratório seja bastante burocrático. Entre os destinos mais tradicionais, estão Japão e Canadá. São economias que combinam baixo desemprego e uma população mais velha e, portanto, lidam com falta de mão de obra.
Japão
No Japão, o governo recruta trabalhadores estrangeiros para 14 áreas, de acordo o consulado japonês. Há vagas para atividades de limpeza e cuidados domésticos; na indústria manufatureira, eletrônica e automotiva; na construção civil; na agricultura, entre outras.
“Houve uma mudança drástica no perfil de quem decide ir para o Japão. Antes o objetivo era conseguir acumular algum dinheiro, hoje são famílias inteiras que querem sair do Brasil em busca de mais qualidade de vida”, afirma o sócio da agência TGK, Armando Shinozaki.
A mudança para o Japão costuma ser mais fácil para os trabalhadores que integram até a terceira geração de japoneses que vieram para o Brasil em décadas passadas. “Se a pessoa estiver nesse grupo, ela pode conseguir o visto e aí trabalhar e morar normalmente no Japão”, diz Shinozaki.
Canadá
O Canadá também mantém uma busca permanente por trabalhadores estrangeiros. O governo tem um programa exclusivo – chamado de Express Entry – para quem deseja se mudar para o país com um trabalho garantido.
No ano passado, 1,3 mil brasileiros integraram o programa, segundo consulado do Canadá. A participação de brasileiros tem sido cada vez mais – em 2015, 250 pessoas foram beneficiados. Hoje, o Brasil já representa o sexto maior contingente de contratados por meio da iniciativa, atrás apenas de Índia, China, Nigéria, Paquistão e Reino Unido.
Entre as principais profissões oferecidas pelo Canadá, estão vendedor, operário de obras, soldador, engenheiro elétrico, assistente administrativo, recepcionista, motorista, caixa, enfermeiro, entre outras. Com informações do G1.
EUA
Os EUA ainda são um dos lugares mais procurados pelos brasileiros. O país oferece a imigração legal com a concessão do green card (residência permanente) por casamento, visto de investidor, de trabalho, habilidades e talentos profissionais. Em 2017, o percentual de novos residentes permanentes com respaldo em carreiras profissionais ou emprego foi registrado em 12.2%, segundo dados do Departament of Homeland Security. O número de brasileiros que ganharam residência permanente também aumentou entre 2015 e 2017. Em 2015, 11.424 brasileiros obtiveram o green card nos EUA, enquanto em 2017 foram 14.989.


Comentários

Postagens mais visitadas